Bibliófilo do alfarrábio de meu ser

Paredes com varias palavras, vários textos autores mil,
Só que não se move, não grita de amor ou desgosto
O que se move são as pás imoveis do ventilador
impetro energia, ligar exaustão ou ventilação?

Exaustão no corpo, no ar, no ambiente sem nada,
palavras e uma escada que não sobe, mas desce.
Ar parado, pulsão ainda existe, cidade fantasma.
Como sair da situação sitiado me prisão albergue.

Mentiras e traição, são as mesmas coisas, sem noção
fere e cavuca as entranhas e dilacera o peito.
Gratuitamente uma constante algoz, prazer infinito.
Guilhotina no sentimento, fortuito e gratuito.

Cheiro no ar de satisfação orgasmos de prazer
posições infindas dores também iguais dores de amor
Hermafroditas do sentir, sentimento prostituído, dissimulado.
Promessas na procissão, penitencias na postura e pecado no ser.
Simbiose de amor, amor parasita que hospeda em varias arvores..

E a arvore da vida?
Tem seus parasitas instalados, que suga a sétima vértebra,
Salmos a serem lidos para subtrair aquilo adquirido, ou colocado.
Tenho comigo a conspiração do universo nisso também.
Que não deixa de ser um grande sadismo e desocupação,
Prisioneiro de sua vontade, cosmos do tronco, escravo eu sou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *