Arquivos da categoria: Vinho

Sei o que Jesus sentia…

A pouco tempo escutei que sou movido a amor, se estiver com alguém para amar tudo vai para frente.

Acho que isso tem fundamento nem todas as pessoas são movidas pelo amor muitas estão correndo atrás do dinheiro, da fama, do estrelato.

Alguns poucos penso são movidos pelo amor, por amar, por querer estar querer fazer para agradar para ter ao lado para ser aceito para ser admirado e ter um sentido para a vida.

Realmente o amor me impulsiona me faz vibrar a ter fibra a querer ir em frente, estar vivo e sentir.

Acho que a falta dele o dinheiro não completa, não se faz nada com dinheiro sem amor, você só compra o álibi para o seu coração, para aquietar o seu ego, para dizer ao mundo que esta bem, e que não faz falta essa coisa primaria que se consegue sem o dinheiro mas sim com o olhar com o beijo com o abraço com a respiração com o tato, com a falta com a companhia, com o ouvir…com o apreciar a outra pessoa a caminhar, o cruzar das pernas, o olhar de lado, o sotaque, como se despe…como sorri, como te cuida, como te admira, como caminha ao seu lado dando a mão.

Estar com a pessoa ao lado é a conjunção do verbo, e a conexão o atar, o atrelar o enlaçar  e ao mesmo tempo o admirar…

admirar o outro, olhar e sentir em você a pessoa, como que um “espectro, um espírito” que sai do outro, e você consegue sentir, magico sublime, expressão maior do universo, Deus ou quem quer que seja, poderia ter me feito só para isso…meu sonho. Ou de repente me fez e não soube conduzir, não soube “escolher”, ou não soube amar, será que fui amado um dia? penso que não..infelizmente, por isso da solidão do carente, do nada estimular do nada instigar, a não ser a taça de vinho, que me serve de consolo, que me acalanta, que me faz dar força, novo sangue..em minhas artérias, com álcool para embotar e sabotar a dor, enquanto para alguns o dinheiro entorpece fico com minha taça de vinho, pelo menos sei que vem da terra que me trouxe e ira me levar.

O vinho é fiel, o vinho te enche a boca, te faz sentir, te aguça, mexe com seus sentidos, brinda contigo, te alimenta, te sustenta, e te entorpece, que seja feita em memoria de mim….entendo agora o CRISTO, querendo que lembra-se dele com o vinho…acho que lhe faltava o amor de uma mulher… ( ou não ) Tim-tim…JESUS.

Filoxera atacou o parreiral do meu ser.

Vinho barato no copo falta do beijo na boca, o emblema da tragédia.

Emblemático o vermelho rubi ente seus dentes, a carie exposta, a língua comprometida, a fidelidade do vinho é a que fica, companhia certa, com qualquer preço, safra, uva, ele esta ali junto a você, o melhor amigo do homem é o vinho.

Quanto mais velho melhor para entender, que o vinho seja envelhecido ou novo ele te faz companhia, digamos que um asilo pode se montar com uma boa garrafa de vinho de boa safra e também uma mais recente.

No vinho esta a verdade hoje entendo a frase, sim, nele esta a verdade e a companhia em todas as situações, sendo você novinho ou velhinho, ele esta ali, junto a tí, fazendo a limpeza e mandando para fora a tristeza e conservando o seu coração isso se tiveres comedimento , se não..limpa da mesma forma.

Escorre no rotulo de minha garrafa o que escorre em meu rosto, por isso dizer no rotulo, no livro a pagina de rosto é a que trás o titulo ou a tragédia em que vive, seja na alegria ou na tristeza, o rotulo, o rosto, a pagina de rosto, corre a lágrima…

Se o vinho é mais sensível e mais robusto assim como o seu ser, as lágrimas serão mais acentuadas, se o vinho é “parrudo”, e se você é mais sensível as lágrimas denunciarão.

Na desconstrução do amor vale tomar no copo, esta ali o simbolismo, o emblema da ruptura, a linguagem do rito muda, o que resta são os bastidores dessa peça acabada, a companhia desfeita os atores indo para os seus lados, cada um para o seu canto, os velórios deveriam ser com vinho, tinto com alta graduação alcoólica, para assim se conectar com a natureza do ser.

Mais uma garrafa mais lágrimas mais cores, mais robustez mais engasto, mais mosto, mais fermentação, mais barrica, mais e mais..

o retrogosto do amor e tânico, e não desce redondo, ele é persistente, sem aveludado, teríamos que ter esperado mais para abrir, e eu aqui com o meu vinho de cantado e eu no canto sentado, observando as lagrimas… quem dera fosse mais gelado assim não sentiria a sensação alcoólica.

Quem dera que a verdade estivesse em você… quem dera que o amor você assim como o vinho..ou é..coisas do novo mundo, a margem esquerda do meu ser esta abalada…botritizada, mas na boca esta tânico um descontrole total, uma falta de estrutura e complexidade, um vinho totalmente desequilibrado..

 

O Vinho e o Amor.


Aquela máxima de que os mesmos motivos que te levaram a amar uma pessoa podem vir a serem os motivos para separação, com o vinho na sua maioria ocorre o mesmo, isso porque o bom vinho é igual ao amor verdadeiro.
De um individuo para outro os motivos que levam a gostar de uma pessoa podendo chegar a amar são os mais diversos. Podendo ser pela docilidade da pessoa ou inteligência, e tantas outras razões, ou até os devaneios.
No caso do Vinho, ocorre de uma forma muito parecida, ele difere de varias outras bebidas, é uma bebida “viva”, que nasce assim como o primeiro homem no texto Bíblico da terra.
Alguns costumam até comparar que seria o “sangue da terra”, não vejo assim, mas fica aqui a analogia.
Vou fugir aqui dos aspectos históricos, religiosos, e tantos outros, para fazermos o comparativo a que se propõe o titulo do texto.
Cada ser humano tem a sua identidade assim como o vinho, o meio onde vive e os seus genes o DNA, do ser humano o caracteriza e o torna único com sua psique inclusive. Já com o vinho, o local onde esta a videira, a sua origem, o folclore, a comida da região, o tipo de solo, clima, como é cultivada e como são colhidas e todo o processo de produção, o faz único, pois essas características serão traduzidas para o seu “DNA”, nós humanos temos nossas digitais, já o vinho tem seu rotulo, e as suas impressões.
Cientistas até criaram clones de alguns animais, dizem ter a condição de se fazer com humanos. Na confecção de vinhos também tem enólogos que fazem da mesma forma, mas nunca serão os mesmos.
Tem aqueles que padronizam um sabor, sabe o refrigerante e a cerveja sempre os seus mesmos sabores, tudo igual, onde você já se sabe o sabor que tem ali, pois essas correções no vinho alguns também o fazem, como o exemplo do clone que citei.
Quando ouvir alguém falar que sobre um vinho por alguma característica ou porque era doce, ou correto, encorpado, acido, lembre-se do comparativo com nossas vidas, portanto um vinho que você comprou, se for um vinho que gostou ou ate não gostou, pense que o próximo pode ser melhor ou ate pior, isso que faz do vinho, e do como o amor serem tão instigantes e prazerosos.
Namorar é a fase para se conhecer, podendo chegar ate a amar, assim como temos o amor à primeira vista, tem vinho que você gosta na hora que o prova.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Na vida você pode encontrar o parceiro perfeito, que tem tudo que sonhou em uma pessoa, mas que não consegue ama-lo, dizemos que não teve a ”química”. Já com o vinho se tem muita química é melhor evitar, ira te causar mal.
Namore muito e quando encontrar o amor deguste com um bom vinho, essa é a grande certeza, somado amor e vinho, encontraremos a razão e a felicidade em viver. Saúde.

Sanguessugas no vinho.

Como poderia imaginar que um dia bebendo vinho com amigos, começo a ouvir um Sommelier sobre as nuances que tem o vinho, fiquei ouvindo o que falava e foi me deixando muito curioso, como poderia mudar o sabor o “cheiro” e o gosto, do mesmo vinho feito com a mesma uva, pelo mesmo produtor, tudo feito igual dando um resultado diferente. E também que o vinho tinha que se manter bem acondicionado, em um lugar fresco, ou em adegas climatizadas, sem luz, o local com pouca trepidação, e mais um tanto de coisas.
Me intrigou ainda mais, o fato de alguns vinhos ficar alguns anos condicionados ali paradinho descansando, deitado, por anos a fio, então me venho a mente a associação com os filmes de ficção em que as pessoas são colocadas em capsulas para acordar depois de vários anos e até seculos, o de volta para o futuro acontecia agora com o vinho, sem contar que a lembrança desse filme, da noção da idade que estou.
Depois disso tudo vejo uma pessoa girando o vinho na taça como se estivesse o ajudando, a despertar daquele tempo em que esteve ali dentro daquela garrafa “envelhecendo”, e agora se “abrir”,para o mundo novamente, dai entendi o porque do vinho ter que ficar um tempo para o seu despertar.
Proporcionando assim que venhamos conhecer, toda a historia do local onde foi produzido, do solo juntamente com a videira, a historia de todo o seu processo de criação e maturação.
A sua maturidade agora mostra todo o seu caráter e suas características, seu DNA esta ali naquela naquela taça, como um verdadeiro alimento para alma e para o corpo.
Aquele que um dia esperou o seu renascer, ganha o grande presente de Baco.
Diante de tudo isso ainda hoje vemos e assistimos alguns “medalhões, do mundo do vinho, girando suas taças, acreditando com isso, que tenham alguma relevância ou que são os protagonistas desse filme…Coitados, sabem de nada inocentes…
-Baco perdoa, eles fazem por ego e por jaba… tenha piedade pois estamos vendo que harmonizar vinho com jaba, não da bons resultados ,prova disso é o consumo per capita no Brasil…tim-tim, ops: AMEM. (Quer aprender sobre vinhos, gratuitamente? www.appdovinho.com.br)