Conta a do papagaio

Na profundeza que habito você nunca foi,

Na profundeza que vivo você não viveria,

Vivo na profundeza e não na superfície,

Superficial não sou eu, sou profundo,

estou no fundo, prefiro aqui do que as profundezas do ser,

Fundido e fodido é parecido assim com sonoramente o eu te amo,

e o eu te deixo com o que eu te largo, eu não sei amar, com o vou viajar.

Quando se trama tudo e´valido até o eu te amo eternamente.

É ter na mente nada…somente o eternamente…falso.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *