Crescer é deixar de comer, evoluir é comer.

Passaram-se mais de 20 e poucos anos, que não como carne o mesmo ocorre com a musica dos meus 20 e poucos anos.

Para muitos é muito e para poucos e bem pouco, frente aos hábitos e forma de se alimentar.

Nesse tempo vi vários vilões surgirem e desaparecerem logo em seguida, um foi o ovo, dava colesterol entupiam a veia as “Véias” e os “véios”, hoje é a farinha, já foi o café, e por ai a fora…Vi pessoas não gostar de ser chamadas por “véio”…hoje até a molecada usa

-E aí Véio beleza? Fui Vegetariano, fui Vegan, fui crudivoro, estou frugívoro, sabe-se lá até quando.

Uma coisa que não mudou muito é que parecido com o encontro do primeiro amor e ocorre até quando se encontra o vigésimo, quase todos nós, nos  comportamos da mesma forma, quando encontramos o amor e o vegetarianismo ( aguardem: vegan, crudi e frugivorismo)

Por um lado para você no momento  parecer que é a melhor coisa do mundo  quer contar para todo mundo e comenta de como é bom, que é o caminho, fora do vegetarianismo e do amor não existe vida, que todos estão errados o  outro lado por sua vez e o outro lado a que me refiro são os que não estão enamorados ou que não querem estar ou que se desiludiram Tem nisso também, os que comem carne,  comem derivados,  usam açúcar, comem mel, usam couro, comem cozido, são carnistas..etc…etc.

Esse é um erro que cometi no passado e ainda cometo no presente, sendo frugivorista mas com alguns pecados escondidos que minha geladeira sabe, o erro é:  o de ficar apontando.

Eu fui no Inicio Vegetariano, depois deixei os derivados, o açúcar, o refrigerante, virei crudívoro, até chegar hoje como frugívoro. Nesse tempo de mais de 20 anos, eu voltei e comi queijo, depois cozido etc… a carne foi a que não tive recaída até hoje.

Vejo muitos usarem o termo “carnista”, como sendo o outro lado e os que comem isso e aquilo, que as pessoas estão erradas e MILITAM como sendo a ultima verdade ou o ultimo amor, temos que ter cuidado para no futuro os que recriminamos agora, por comer queijo te pegar la na frente comendo o queijo e tomando vinho, pois a vida é assim não temos o total controle estou dizendo isso para ver que podemos ate´a voltar em antigos, hábitos e praticas em função de um contexto que a vida pode te levar e você pode vir a ser vitima de si mesmo, falo isso para trazer uma luz para os amigos que hoje estão enamorados e descobriam o amor e o que é comer correto e sem crueldade e que quer um mundo melhor assim como eu, que tem a luz de não se alimentar com crueldade e nem ser cruel consigo mesmo. Tomara que não errem como eu errei, mas não foi o fim do mundo tem como retornar ao bom caminho.

Você que é VEGAN não se esqueça que precisamos saber que a tecnologia também faz maus para nós seres humanos, o celular etc, e que comer cozido não é bom para vc, que come farinha seja branca ou integral não é legal e que batata frita é VENENO…e que todos nós temos um tempo em um pouco mais de 20 anos ainda estou aprendendo e largando as coisas pelo caminho.

Então eu era Vegan mais comia batata frita e tomava refrigerante estava no caminho e hoje que estou frugívoro vejo que temos um caminho para percorrer, mas isso veem com o tempo, leiam sobre enzimas, sobre comer crú é muito bom…

Alguns mesmo sendo Vegetarianos, ou veganos ou crudívoros…frugivoristas, VEGETAM…

Assim como os que comem carne os que não comem também vegetam e erram, assim como eu já errei e continuo errando, cuidemos de não só comer crú, mas de enxergarmos que a nossa postura pode estar sendo mais prejudicial para a sociedade e para o cosmos do que o comer…ou deixar de comer. Aqui cabe o inverso do comer e que uns já ouviram:

-Não é o que entra mas o que sai pela boca…veja bem acho que só nesse contexto, hehehe.

Amor pelos animais racionais.

Amor e cuidado por nós mesmos. fim do Sermão.

CRÉDITOS FOTO: Cantinho vegetariano.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *