Observando a Av: Dr. Soares de Oliveira.

Onde irei me acomodar para ficar olhando aqui a avenida? Na casa do avô do Niltinho, lá em cima, da esquina frente ao bar do Macaco, pela área lateral ou pela janela do quarto dele?
Ficar ali na esquina do “garoa”, sentado nas cadeiras multicoloridas e entrelaçadas por aqueles fios plásticos, impressionante como acomoda melhor que as Bergere, tem também la em cima do antigo Banco De Minas Gerais, o Banco Real na casa do Tanajura, e a obra da CTBC, na esquina anda a passos largos, que coisa como foi quebrar o Comind, mas era de se esperar muita propaganda na Tv, pagando juros a cima da média. O Elias Carneiro tem como corrente o Yoneda na mesma rua da Igreja, onde leva o nome de um de meus antepassados, coronel Jose Nunes da Silva, a titularidade penso eu foi dada na guerra entre São Paulo e Minas, na antiga ponte que atravessava para ir para Uberaba, ali na frente do Country Club e da AABB, de Uberaba dava para se ver os buracos no ferro, que diziam ser dessa época, e ali em baixo da ponte fiquei algumas vezes esperando a lancha, com o esqui.
Sera que o Abobrão sairá hoje com a camiseta do São Paulo e com aquele radio apoiado no ombro, tipo dançarino de break do Harlem em Nova York, o radio que a Maria “picoleseira” usava bem como o do Hugo, eram da mesma marca e vermelhos, seria uma liquidação da loja do Mario ou compraram no Orlando Merca-tudo?
Mas essa avenida nessa época do ano, próximo a eleição( se bem que não vai ter para prefeito)deve ficar com o “coração” na mão, sera que na próxima o prefeito vai ser trocado? Geralmente toda nova gestão tinha como alvo a avenida Dr. Sorares de Oliveira, voltando ao Relogião vcs devem ter percebido que tenho paixão por ele, uma fixação pelo nosso Big Bem, que quase sempre não estava em sintonia com o badalo da igreja Matriz, ficando no meio das badaladas do Cine Regina, esses três não poderiam entrar em uma consonância assim como vemos na física, ou o que aconteceu no pêndulo de Foucault, haffe..
Bem vou ficar aqui com a versão da avenida que tinha aquelas taças, ou vasos, ou “quartilhões”, não sei ao certo até hoje o que representava aquilo, as lixeiras, feitas de Fiberglass que existia ao longo da avenida.
Esta resolvido, ficarei sentado ali na lixeira da esquina do pecado, frente a loja amarelinha ao lado da loja Triunfal do Caco, da Antiga Loja do Mario, e da CTBC, essa lixeira era um assento disputadíssimo por vários dos chicletes, saiamos da casa do Hugo ou do Yoneda e ficávamos ali, do outro lado da rua os integrantes da esquina do pecado, falando da vida alheia é o que diziam, uma vez o sargento do Tiro de Guerra passou em minha frente ali e não percebi ele voltou e me deixou uma tarde toda no sol, em posição de sentido, até ele voltar e me tirar da posição imaginem o que não aprontaram comigo, eu não podia mexer então foi trágica a coisa.
Mas espere olha quem veem la a minha esquerda virando ali na frente do Relogiao, quem saberia me dizer um corcel Marrom, placa de Franca??
Bem eu vou ajudar pois ninguém vai lembrar mesmo, afinal passou poucas vezes na avenida e seus ocupantes quase sempre mudavam, não tinha uma turma que também poderíamos chamar de uma vertente chicleteira, talvez do chiclete Ploc do papel amarelo, tutti Frutti doce como o “cão”, eita…e cão tem sabor? tirando o cachorro quente desconheço, mas fica ai a expressão.
Escalação do time, Na direção Fátima Pínola, ao lado Eliane, atras Claudinha, Ieda, a Valery também as vezes,e a mega chata e pentelha que batia a cabeça o teto, e irmã da Ivana abdala, o nome dela é, deixa ver….um Valeria, e essas peruas aqui do lado? com o Jeferson Loiro na amarelona e o Paulo Piratininga com a do Interact club, querendo trocar por uma sanfona.
Mas não para por ai, em seguida logo atras na segunda fila largando com seu fusca branco, “Guélinho”,com seu chiclete hiper mega super power, mastigado desde sua formatura da quarta serie, no grupo Josino, sempre utilizando o compartimento exclusivo de travamento de queijo, onde de um lado, abre-se para a degustação de pipocas, ficando assim o chiclete p protegido para quando o canudinho com a coca for sugado, não interferir no retrogosto, seu cabelo protegendo de qualquer acidente, em substituição a um capacete com desenhos encaracolados, 
Logo ao seu lado um outro fusca branco e na Direção “Camilinho’ do Abraão por que hoje a camionete esta com o Abrãozinho para paquerar a Maria Emília, na mesma direção avistamos outro fusca branco com o Nelsinho pilotando, ao lado do “Zé Aniba”, no “opalão” ou no dojão?, logo veremos, daqui ainda não deu para ver, e la veem eles passando aqui na minha frente, e esse semáforo que colocaram aqui, para que serve? Putz mudaram novamente as mãos da ruas, aqui em Ituverava, que saco…EITA, corre lá o Bebeto pegou a Brasilia do Pai dele e entrou na contra mão justamente na rua da Delegacia e bateu de Frente com a viatura que trafegava pelo local, “Tigrinho” corre e liga para o “Tonhão” para seguir o meliante, ainda bem que não era o “Ji pinho”, mas esse fusca com essa sirene em cima parece uma batedeira de bolo.
Do outro lado da avenida vem passando ou melhor agora são nove da noite, desde as 18 horas, veem o Fittipaldi em seu “Camaro Amarelo”, agora eu fiquei DOCE DOCE…mas não é refrão da musica e´o Rafael, no “dójão”, do ‘Tonim Meneiz”, ainda bem que ele não esta ali na frente da loja dos Turcos, senão o Docinho iria tomar uma dura, e logo atrás o “Jorjão”naquele carro do Eliot Ness ou seria o do, Alcapone? Nossa tem também mais um fusca saindo da rua da casa Jardim, quem sera?
La todos comeram fermento e cresceram, sempre achei que precisaria de um teto solar “naquela fuca”, seria o Dr Omar? Ainda mais com a moda do Dió de ir pegar ‘onda” na prainha de Miguelópolis, com essa “pranchona” de Wind, alguns fucas faltando teto solar e outros sem cabeça ou sem ouvido sei la, tipo essa moçada:
Olha a Gang que pintou na rua da Oimasa, João Altino com sua 125 “trovão”, João cometa com sua outra 125 ó que adaptada com Santo Antonio ao estilo, “Morto” Harley-davidson”, Juninho do Nélinho com a 200 vermelha que toma banho todos os dias, Mané terra nova depois que carimbou a traseira da Variant do Buenão em frente ao posto, ficou mais calmo, sua ponte móvel, fixou de vez, ele agora deixou de lado aquelas latas de cerveja que usava nos pés, soltando faíscas para todos os lados , o super Toninho da torrefação com sua BMW, Cinquentinha do Hugo esta guardada, do Tina si também.
Niltinho no Opalão, Chumbinho na camionete, thianão na Brasilia, bode não lembro, hehehe, Cleuza e Leila nas motos, Herminho no Passat, e só eu que não tinha carro, e nem meus pais…Digamos que era a versão LEPO LEPO da época, hehehe..
Da Camila Prado, não vou falar do passado na direção, como tambem não posso falar do meu pois capotei o fusca novo do Senhor Ramon, e o Ramonzinho seguia dando cavalo de pau de Mavericão na frente da A.A.I.
O pai do Paulo Leite que tinha um caminhão monstro, quase uma quadra de caminhão.
E o nosso autorama da “estrela e “da Dalva” ” Geleireira” ( como escreve, a que fazia Geléia), com a pista de traçado simples de 3 km para subir ate a Fepasa, e olhar os silos da Seagesp, e descer passando pelo jardim, acho que vou sair aqui dessa taça pois esta me dando dor no bumbum, vou atravessar a rua e tomar um suco la no Mocambo, e comprar umas balas que ficam acondicionadas atras de quem fica no balcão, a sessão do cine Rosário esta quase acabando e hoje no David Tá fraco depois que o Beiradinha de pista, o Faísca do faísca e fumaça, faleceu o Baiano ficou triste, e olha lá como o baiano, hoje esta igual( só hoje??), aquele passarinho “ANÚ”no Fio de alta tensão, hora para frente, hora para trás, cambaleando, esta assim por que o Luciano Prado colocou uma capa e uma mascara do capeta e foi pedir para ascender o cigarro próximo ao portão do cemitério umas 2 da manhã, O baiano esta com a tremedeira até agora, aquela Marajó preta do Baluzinho e do Luciano, comprada do irmão da Gladis é o Ó, como engastalha o cabo do acelerador, nos dando de bacana, na Oscar Freire e em Campinas de repente sai um correndo e abre o capô para soltar o cabo, super mico, ativar…só ‘tomando uma”….para rebater o pó da viagem…deve “beber” também esse Landau do Dr. Ecyr.
Essa e´para o Santo…E Santo Bebe?

Esse Bebia...
Esse Bebia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *